Tangará da Serra presencia uma onda de entusiasmo e cooperação no voluntariado e registra uma atitude nobre na história

HomeNOTÍCIASTangará da Serra presencia uma onda de entusiasmo e cooperação no voluntariado e registra uma atitude nobre na história

Neste ano Tangará da Serra, enfrenta uma crise de desabastecimento de água que tem assombrado a população, no entanto a cidade tem presenciado uma onda de entusiasmo e cooperação que tem sido decisiva no enfrentamento da situação. O entusiasmo e cooperação surge com dezenas de voluntários que tem somado forças ao SAMAE e à Defesa Civil no enfrentamento do problema.

Há de se lembrar do dia 15 de outubro de 2014, quando a cidade foi varrida por um temporal com ventos que causou estragos por toda a cidade. Naquele dia uma multidão de curiosos percorria ruas e avenidas para ver os estragos. Ao ponto que uma autoridade na época bem observou em entrevista, apontando que a população tangaraense não estava preparada para enfrentar situações de calamidade. Após aquele episódio, o gestor municipal, buscou parceria com a Defesa Civil estadual, e criaram a Coordenaria Municipal de Defesa Civil, logo em seguida deram inicio a formação de voluntários, e desde então alguns cursos foram ministrados para estes, tendo assim pessoas devidamente preparadas para o enfrentamento de situações que necessitem mobilização da população.

Em 2016 fatores climáticos assombraram esta cidade novamente, agora pela falta de chuvas os córregos e nascentes é que foram afetados. E em meados de outubro de 2016 a situação provocou um desabastecimento de água em Tangará da Serra. Foi necessária uma força tarefa de abastecimento de pontos críticos utilizando caminhões pipas. O SAMAE chamou a coordenadoria municipal de defesa civil e criaram uma estratégia para enfrentamento do problema. Nesta ação a participação dos voluntários teve papel significativo. Sendo uma força que chegou em momento oportuno. Atuando em funções diversas os voluntários se colocaram a serviço da população. Organizados em equipes por turnos de trabalho, atuaram na distribuição de água de porta em porta, na logística e organização de tarefas, nos poços artesianos no controle de abastecimento de água, na conscientização da população, no chamado e preparo de outros voluntários, na carga e descarga de caminhões pipas, enfim, em diversas atividades. As tarefas realizadas os voluntários demonstram zelo, dedicação, ética, respeito, amor ao próximo, imparcialidade, seriedade, honestidade, solidariedade e contagiaram dezenas de pessoas. Muitas foram as mensagens, telefonemas e falas de pessoas que, vendo a atuação dos voluntários da Defesa Civil de Tangará da Serra, se colocaram a disposição para serem voluntários também. Desencadeando assim uma onda de voluntariado que se expandiu ganhando apoio de entidades e grupos que se solidarizaram enviando sócios e simpatizantes. Avolumando a massa humana envolvida no enfrentamento de maneira que a crise foi enfrentada com garra, determinação e animo.

Esperava-se que a ação fosse breve, porém os fatores climáticos não contribuíram muito, e foi necessário estender o tempo de atuação, rever estratégias e remodelar a forma de enfrentamento da crise. Mais uma vez o papel dos voluntários foi significativo e ganharam reforços com a chegada da Defesa Civil estadual, e posteriormente do Exército brasileiro.

Por fim as chuvas chegaram, no entanto, devido à situação crítica dos níveis do rio queima-pé, as ações programadas pelo SAMAE e Defesa Civil precisaram ser mantidas por mais alguns dias. Os voluntários mantiveram seus postos como bravos guerreiros continuaram marcando presença e escrevendo uma nobre página na história de Tangará da Serra.

Aos poucos todo o aparato de enfrentamento do desabastecimento está sendo desmontado, caminhões pipas dispensados, e esperamos que logo tudo volte a normalidade. Em tudo isto fica uma certeza, se porventura Tangará da Serra passar por outros problemas que afetem a população há uma equipe que está de prontidão para servir, estes são os voluntários da Defesa Civil.

  • Robson Kempa - Bacharel em Teologia pela Igreja Presbiteriana do Brasil, atualmente trabalha no SAMAE como Coordenador de Atendimento ao Consumidor e, também atua como voluntário da Defesa Civil de Tangará da Serra credenciado na turma de novembro/2014
  • Foto defesa civil (1,3 MB)
Segunda via SEGUNDA VIA
Serviços CONSULTA DE SERVIÇOS
Serviços ENTENDA SUA FATURA
Serviços CONSULTA POR SMS